h1

Maconha: Rumo a Legalização?

junho 16, 2009

Espaço de Publicidade
| CD’s de RAP | Discos de Vinil de RAP | DVD’s de RAP | Mesa de Som |
Ajude o Cena Hip-Hop

Atualização: Leitura recomendada http://moca-do-sonho.blogspot.com/2009/06/maconha-hora-de-legalizar.html

Um dos temas frequentemente abordados entre usuários e normalmente ignorado entre os “caretas”, a legalização da maconha tem sido bastante discutida em diversos meios. Acredito que vivemos em uma época onde a discussão dos valores sociais se torna cada vez mais importantes, principalmente quando começamos a ver que as medidas tomadas em relação ao consumo de drogas recreativas há 20 anos atrás, surtiram um efeito contrário do esperado.

Bem, acredito que a legalização da cannabis seja tão polêmica porque cria logo uma brecha para que se legalizem todas as drogas, já que o argumento de liberdade serve para todos. No entanto, é preciso repensar um pouco certos conceitos, até mesmo sobre a maconha, para que possamos ter a liberdade sem causar um grande impacto social.

Drogas já legalizadas

O mais incrível quando se toca nesse assunto, é que eu paro para pensar como somos sujeitos a dezenas de outras drogas que muitas vezes nos fazem mal, tanto quanto ou mais que, as drogas ilegais.

Claro, não vamos comparar aqui os efeitos do crack em relação a um anti-gripal, mas a questão é que as mesmas pessoas que criticam o uso da cannabis, muitas vezes são viciadas em anti-depressivos, remédios para emagrecer, vitaminas e muitas outras substâncias que usadas incorretamente podem levar até à morte.

Vou me ater a citar aqui as duas mais comuns, que se vê todos os dias: cigarro e bebida. O consumo do álcool no Brasil já é considerado cultural, afinal de contas todo mundo gosta de uma cervejinha depois do trabalho. A verdade é que a bebida é uma droga letal, socialmente perigosa (alguém aí falou “briga de bar”?) e potencialmente danosa para a vida familiar, porém, é legalizada.

Enquanto a maconha também possui algumas dessas características também, segundo a Organização Mundial da Saúde, ela é menos perigosa (relevando fatores sociais, de saúde e familiares), do que o álcool. Os efeitos psicotrópicos de um baseado são muito menos extremos do que um porre.

Então por que ainda existe tanto preconceito quanto ao uso da cannabis? Por que as pessoas que nos proíbem de usa-la muitas vezes são usuários de outras substâncias muito mais nocivas? Aposto que o cara que assinou a lei o fez bebendo um uísque e fumando um cigarro, então até onde vai a hipocrisia do brasileiro?

Conscientização

O fator mais importante em um processo de legalização é o ato de conscientizar a população sobre seu uso. Mesmo aqueles que amam a maconha, é preciso saber que o uso exagerado de QUALQUER substância faz mal a longo prazo. Já foi comprovado que o baseadinho pode causar câncer tanto quanto cigarro, e todo mundo que usa sabe dos problemas de memória que ela causa. Todos os efeitos da cannabis deveriam ser estudados com mais seriedade, a população deveria estar consciente do que acontece ao utilizar determinadas substâncias, pois o desconhecimento é que leva a experimentação.

Se queremos um país legalizado, temos que ter uma país consciente também, onde as pessoas saibam dos males causados pelas substâncias que usam, para assim poderem utilizá-las de forma adequada e sem tantos riscos para a saúde.

Sociedade

Estar em uma sociedade “legalize” não quer dizer que agora todo mundo pode sair na rua fumando um baseadão e pronto. Temos que ter a consciência de que existem locais mais propícios para tal, como dentro de casa e, hipotéticamente, clubes, cafés e estabelecimentos específicos para tal, com estrutura para que a pessoa possa consumir sem correr riscos e também sem incomodar aqueles que não fazem parte disso.

Até por haver muito preconceito em relação ao uso da maconha e também por questões de influência social, se fizermos mal uso de uma liberdade dessas, ela não servirá de nada. Outra coisa importante é ensinar a juventude sobre as drogas, seus efeitos e suas consequências, pois como um garoto de 14 anos vai negar algo que ele não conhece? A curiosidade na adolescência leva a diversos vícios, como bebida, cigarro, maconha, cocaína e por aí vai… Se o jovem estiver consciente do que pode acontecer com ele, estará muito menos propício a cair nessas armadilhas.

Comércio e Tráfico

Uma das maiores preocupações das autoridades sobre o uso de drogas psicoativas é justamente o tráfico, que além de prejudicar a sociedade como um todo, acaba prejudicando o próprio usuário e traficante. Afinal de contas, ao vender cannabis, ele se torna um criminoso, enquanto montar um bar não lhe trará nenhum incomodo com a lei. Com a legalização haveria ainda um comércio paralelo, acredito, porém em escalas muito mais controláveis.

O Brasil apresenta o clima ideal para o cultivo da cannabis e diversos outros produtos podem ser extraídos da planta, não apenas o fumo. A fibra da cannabis sativa é a fibra mais resistente da natureza, ideal para a confecção de roupas, cordas, sapatos e já existem até bancos de carro feitos do material. A Adidas é uma das marcas que investiu forte nesse mercado, lançando toda uma linha de produtos feitos com a fibra de cannabis. Fora isso, o consumo legalizado traria consigo também taxas e impostos que poderiam ser usados nas áreas da saúde e educação por exemplo, além de gerar novos mercados, o que vai gerar novos empregos e novas fontes de renda. Parte do dinheiro das vendas poderia ser utilizado até mesmo para as campanhas de conscientização do uso ou na recuperação de dependentes de drogas mais fortes como o crack e a cocaína, tirando um certo peso das costas dos cofres públicos.

Concluindo

Minha opinião é de que o processo de legalização da maconha seria muito benéfico, mas é um processo e deve ser levado com seriedade e compromisso social, para que essa liberdade seja utilizada da melhor forma possível. Isso levará tempo, mas acredito que acontecerá mais cedo ou mais tarde.

Bem, resolvi escrever esse artigo inspirado por uma notícia publicada na Comunidade Movimento C.O.N.E. do grupo ConeCrew. Recomendo a leitura e participação. E não esqueça de deixar sua opinião aqui também, seja você pró ou contra legalização, queremos ouvir as sugestões de todos. A discussão desse tipo de tema é essencial para que se possa chegar na melhor solução.

Espaço de Publicidade
| CD’s de RAP | Discos de Vinil de RAP | DVD’s de RAP | Mesa de Som |
Ajude o Cena Hip-Hop

12 comentários

  1. Doug, texto fantástico e muito bom.
    Vale lembrar que muito do que se fala da maconha cientificamente foram laudos comprados por lobistas da indústria petrolifera que não queria competição da fibra de nylon contra a fibra de canabis.


  2. muuito bom o texto.. valeu lembrar que se o alcool e o cigarro(o cigarro mesmo mata mais pessoas no mundo do que as armas e as próprias guerras) sao legalizados, obviamente a maconha deveria tambem ser legalizada. tá na hora de quebrar as pernas do trafico de uma vez.. legalize já


  3. Muito bom o texto! Eu concordo total com tudo que você disse… mas acho que os próprios usuários não estão preparados pra uma legalização… tem que rolar toda uma reeducação antes de legalizar senão vai virar festa da uva… ninguém respeita ninguém aqui, infelizmente… NÓS sabemos nos portar… mas uns 80% não sabe =/ Certeza


  4. Muito bom o texto! Eu concordo total com tudo que você disse… mas acho que os próprios usuários não estão preparados pra uma legalização… tem que rolar toda uma reeducação antes de legalizar senão vai virar festa da uva… ninguém respeita ninguém aqui, infelizmente… NÓS sabemos nos portar… mas uns 80% não sabe =/ Certeza que podemos melhorar muito nossa economia com a legalização! Mas do jeito que tão as coisas já já legaliza de vez… tá praticamente legalizada já né…


  5. Muito bo a atitude e concordo plenamente com vc quando vc sita a hipocrisia da sociedade brasileira, pois a birita é liberada e faz muito mas mal que a erva, muito mais prejudicial, matou ja milhares de pessoas de várias maneiras, seja no transito ou discussão de bar, sou a favor completamente da legalização da maconha. O difícil é que um alei seja votada a favor da legalização enquanto muitas “pessoas” do poder ainda ganham com o tráfico da mesma.

    falou

    a, se for digir não fume…


  6. excelentes comentários, assino embaixo de todos… acima de tudo, agradeço a interpretação e as opiniões, que são muito importantes…

    a discussão não acaba aqui, ainda vamos debater isso até que seja necessário!


  7. “LEGALIZE IT!”


  8. Gostei do Texto!!!foi bem sucedido!!
    Legalize já legalize já!!uma erva natural não pode me prejudicar…rsrsrsrs brincadeira viu galera..


  9. Cara!
    Q texto ótimo!!!

    Peço permissão pra postar no •BLOGANJA•, por favor!!!
    http://tahemushlegalize.blogspot.com

    Bjos!

    Paz e Amor!!!


  10. nao sou contra a legalização , ja fui usuario e por isso posso dizer que a concientização é muito importante , via muitas CRIANÇAS , fumando um baseado e depois ficarem completamente INSUPORTAVEIS , destriam o patrimonio publico e privado , entre outros . Então em meu pensamento , vai de cada um saber oque faz , muita gente só segue a moda , outros usam por que gostam se sentem bem nao fazem as palhaçadas que uns troxa sai fazendo por ai , usam para seu próprio bem e nao para fazer graças aos outros se é que me entendem ! vo indo nessa é nós povo


  11. Adorei esse texto concordo plenamente com o texto escrito vamos legaliza e nós veremos o Brasil melhor com menos morto …


  12. GERAL JA TA LIGADO QUE JA TA LEGALIZADO!



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: